Bonsai


Bonsai
Bonsai

A palavra bonsai é representada pelo ideograma 盆栽, que pode ser literalmente traduzido como ‘plantado em bandeja’. Bon significa bandeja ou vaso raso e sai refere-se ao verbo plantar, na língua japonesa. Embora o termo e a técnica tenham se estabelecido no Japão, a origem desta arte milenar é chinesa. Há evidências de que plantas já eram cultivadas em pequenos vasos durante o império chinês, há cerca de 2.000 anos.

Por ser originária de um ideograma, a palavra bonsai não possui plural. Assim, referimo-nos ‘aos bonsai’ ou ‘às árvores bonsai’. Ao contrário do que muitos imaginam, não se tratam de árvores específicas em miniatura. Teoricamente, qualquer árvore comum pode ser transformada em bonsai, através de procedimentos que restringem seu crescimento.

Apesar disso, existem algumas espécies mais propícias para serem transformadas em bonsai. Exemplos clássicos são os pinheiros (Pinus), juníperos (Juniperus), figueiras (Ficus) e azaleias (Rhododendron).

Além do tamanho reduzido, as árvores bonsai sofrem uma série de intervenções para que adotem a aparência de um exemplar em tamanho natural. A espessura e a rugosidade do tronco, as raízes aparentes, a inclinação dos galhos devido à gravidade, tudo é induzido de forma a construir uma réplica perfeita. Quando bem cultivadas, estas árvores em miniatura podem florescer e frutificar normalmente, como na natureza.

Dentre as técnicas utilizadas para obtenção de um bonsai, podemos citar a restrição de espaço para as raízes, através de um vaso raso, de tamanho reduzido, e a poda periódica tanto da copa como das raízes. O solo também deve ter uma quantidade restrita de nutrientes e a adubação deve conter menos nitrogênio, elemento químico que induz o crescimento da planta e das folhas. A rega também é controlada.

Por serem de pequeno porte, os bonsai são logo lembrados por aqueles que pretendem cultivar plantas em apartamento. No entanto, é preciso salientar que, apesar do tamanho, os bonsai são árvores comuns e, como tais, precisam de várias horas de sol direto por dia. Esta é uma condição difícil de ser obtida dentro de casas e apartamentos. Antes de interessar-me em aprender como cuidar de orquídeas, cheguei a cultivar alguns exemplares de bonsai, sem sucesso.

Os bonsai podem ser originados através de sementes, a partir do método denominado misho. Quando o ponto de partida é uma muda já formada, comprada ou coletada da natureza, a técnica é chamada de yamadori.

Devido aos constantes cuidados a que são submetidos, os bonsai podem sobreviver por mais tempo do que seus parentes na natureza ou seus cuidadores. Há exemplares com mais de 100 anos em cultivo atualmente. Além de valiosas obras de arte, estas árvores em miniatura induzem à contemplação, despertam o respeito à natureza e desenvolvem habilidades como paciência, observação e senso estético.